Nem ontem, nem amanhã, nem mesmo hoje. Mas agora. Centrar neste momento é parar de sofrer. Se olhamos pra trás, sofremos de saudade, apego, arrependimentos por ter feito ou NÃO ter feito. Se olhamos pra frente, sofremos de ansiedade, preocupação, medo de acontecer ou NÃO acontecer. Então, o que temos? Cada segundo que passa, que traz em si todas as possibilidades que precisamos para vivermos bem, sem olhar pra trás, nem pra frente, mas pra dentro de nós mesmos.